Apocalipse

…primeiro foram os vídeos…agora as fotos…
as ilustrções aqui do Blógue estão desaparecendo.

Não vou esquentar a cabeça e nem olhar para trás.
Enquanto tivermos um espaço para escrever
e trocar uma idéia com a moçada tamo grande.

É bem provável que a rede esteja congestionada…
Vamos em frente!!!

Valeu a Parcería e audiência.
#TamoJunto

π

1° lugar nas paradas

Senhoras e Senhores.
Venho através deste, comunicar-lhes que a Policia Rodoviária Federal
me descobriu. Sim !!! Me acharam, mesmo.
Nao foi a primeira, nem a segunda, tampouco a última vez
que fui o escolhido deles para aquela revista constrangedora.

Não sei se é o cabelo ruim ou o Santana 97
que chama tanto a atenção dos “Hôme”.
Mas, se tem blitz, to dentro !!!
E não é só aquela coisa de documentação em dia.
Os caras tão querendo coisinhas. Coisas que não tenho, ou não carrego.

Eu sei que tão trabalhando, eu também tô.
Agora…homem nenhum mete a mão nas mias cuéca chê!!!

– Vens daonde?
(me pergunta o Seu Guarda)

– de Uruguaiana, estou indo trabalhar na Capital.
(respondo)

– É Musico?
(ele suspeita, pois vê minha guitarra no porta malas)

– Claro…não tá vendo o ano do meu carro !?!
(finalizo)

Começamos a maratona com um rico show da Comparsa
no Tulio Piva e a abertutra da FENACAN marcando
o início da #Moenda em Santo Antônio da Patrulha.

“Lo de más…todo vá marchando…nuevas ideas brotando
se ahora me estoy riendo, ayer me vi llorando.”

(trecho de Adonde vás, do Buena Onda)

π

O Enfarofado

Leiris en Dientelmans…
A pedido do Primo Felipe Grecco Sass de Curitiba-PR,
desvendamos a receita do famoso Enfarofado de Piava do Tio Carlos:

(…na verdade este prato foi desenvolvido para limpar a barra
de peixes menos nobres como o Cascudo e o Bagre, mas, devido a
abundância desta espécie aliada a habilidade genética na arte da pescaria,
o prato acabou ganhando sua fama internacional com a Piava,
também conhecida como Voga da metade do Rio Uruguaia para allá.)

Esta, aí em cima, é a Rainha do Espetáculo: A Piava.
…fervendo na panela com Louro e um filetezito de azeite.

Acima os coadjuvantes:
Tomate, Pimentão, Cebola, Alho, Tempero Verde,
e um certo Óleo de Dendê que já é por conta do Maitre Capincho.

Agora Amigo…é picar e ferver.
O tempo de fervura vai do feeling do Chef.
O que manda aqui é a cor, o cheiro, as pitadas de improviso.

CUIDADO com a bebida!!!

(É natural neste estágio, onde não há pressa,
que a medida que aumente o teor alcoólico,
o Chef jogue tudo que encontrar pela frente pra dentro da panela)

Bueno…enquanto os coadjuvantes trocavam cores e aromas naquela panela,
a Rainha do Espetáculo floxou as carne e, agora, ficou muito mais fácil
de fazer a assepsia, ou seja, sacar o couro, os ossos e todos os espinhos possíveis.

TODOS!

Depois de desossada, desmanchada, amassada, esmurrugada,
Junte a Rainha à seus Asseclas, destampe outra boteja de Vinho
e dêxa que ferva no más

Lá pelas tantas, está pronta a Massa.
Agora é colocar numa travessa
(de vidro, que traz um visual mais interessante)
e cobrir com Farofa.

*Ou tu faz a farofa na moda véia:
(doura a farinha de mandioca na frigideira com manteiga e um poquito de sal)
ou usa aquela farinha temperada que é um atalho para iniciantes.

Espera esfriar um pouco e põe na geladeira.
Isso mesmo! O Enfarofado é uma torta fria.
Já teve neguinho que comeu quente e se ressabiou.

O primeiro talho foi dado 24h depois de pronto.
Esse é um prato que, guardado na geladeira, fica cada x + saboroso.
Sim…é para ser servido como “entrada”, não como refeição principal.
Apesar de ser PEIXE, não tem nada de light.
É um prato com a personalidade de seus temperos
e uma breve lembrança do Pescado.

Acho que éra isso Moçada.
Espero poder provar o ENFAROFADO na sua casa, em breve.

Muchas gracias Capinchinho pela atitude e acolhida. Sempre.
Bom apetite !!!

π