UTI

Hoje recebi um e-mail que tem tudo pra mudar minha história.
O Rafael F. escreveu dizendo que adora o Tombo, o Truco
mas, que tá louco pra ouvir o reperta do CD novo. Demorô !!!

Nem tão novo assim…
O Comparsa Elétrica chegou em Julho do ano passado
e o Açorianos em Abril/10, veio pra nos dar um fôlego.

Liguei pro Duca, pro Paulinho e pro Tio Rafa e decretamos:
dia 17, no Túlio Piva, tocaremos o CE de ponta a ponta.
É isso aí ! Nada de repetir o ano !!
(assim sobram 4 CD’s pra tocar no BIS).

Aproveitei a Buena Onda e ressuscitei o violão de aço que gravei o Disco:
(A Tônha diz que é nessa mesinha que eu “atendo” os violões)

Adelante Comparsa !!!

π

Anúncios

5 respostas em “UTI

  1. tchê pirisca, apenas passo por esse humilde porém aconchegante galpão virtual para deixar meus sinceros parabéns por cada novo post ,o blog ta show de bola irmão e me da muito orgulho poder seguir teus passos e carreira por aqui ,espero poder me fazer presente dia 17 no Tulio Piva com certeza e aproveito pra te repassar uma acontecido dia desses num ônibus de porto alegre quando eu ia pra aula à noite ,…

    pois que o T5 estava lotado de gente ,eu bem pilchado,sentei-me tranquilamente e liguei meu companheiro inseparável pras horas de viagens em nosso “tão funcional sistema viário público”,meu celular ,hehehehe… segui tranquilo no más ouvindo uma seleção de canções(mas baixinho pra não atrapalhar os outros usuários),eis que quando me preparava para descer na cristóvão,ali pertinho dos bombeiros,um gurizote com cara de magrinho me aborda no busão e pergunta – “chê,é pirisca grecco que estas ouvindo ai né ?”,te juro que me surpreendi com a pergunta,afinal uma rapaz tão jovem( no máximo uns 19 anos) e sem o menor perfil de que gostasse de ouvir nossa tão boa música regional e nativa ,mas respondi educadamente que sim e me preparando para descer na minha parada, me surpreendo ao ver o rapaz me acompanhar e ai sim fazer as devidas apresentações, numa euforia ímpar eu diria inclusive,pois não é que se tratava de um sobrinho teu tchê (se não me falha a memória juliano grecco é o nome do menino) ,pois bem fica aqui meu testemunho da imensa alegria que esse menino me transmitiu ao ouvir simplesmente o nome de sua família sendo divulgado em uma linha de onibus em plena porto alegre, o sentimento de satisfação que ele trazia em seus olhos demonstrava explicitamente o quão importante é para todos nós gaúchos a família e todos que nela vivem,essa força telúrica que nos é inata e que nos diferencia no mundo!!! Parabéns meu amigo pelo teu sucesso e principalmente por ,através deste gesto de um teu , me mostrares o quanto importante para o fortalecimento de um homem é sua raíz e cerne !!!!! e se me permites um aparte e comentário ,ÉS O BRILHANTE MÚSICO QUE ÉS ,O AMIGO SINCERO E QUERIDO QUE SEMPRE FOSTES POR CONTA DA CRIAÇÃO E EXEMPLOS DE CASA QUE CARREGAS DENTRO DE TI !!!!!
    Se já tinhas, em mim, um fã por conta de teu trabalho encontras agora um admirador do ser humano que tão bem inspira os que se espelham nele por um futuro melhor !!!!!!
    abraços na alma e parafraseando-te

    ” MUCHAS GRACIAS!!!”

  2. Mazááá… me lavei depois dessa!!! Grande músico e grande profissional aquele que é acessível ao seu público. Parabéns Pirisca!

    Ao Sr. Paulo Antunes, com todo respeito que tenho, sou obrigado a discordar da parte que cita: “sem o menor perfil de que gostasse de ouvir nossa tão boa música regional e nativa”. Acho que já transpomos essa barreira, pois acredito que a boa música atinja as pessoas sem levar em consideração idade, cultura, língua, origem, ou uma pilcha… A música é sim regional, mas seria muita pretenção dizer que é só “nossa”, hoje ela já ganhou o mundo e recebe cada vez mais novas influências.

    E pra finalizar me ocorreu uma coisa agora. Será que se eu enviar um e-mail pro Zelito pedindo, ele toca “O Caretão da Duque e a Doidinha da Cidade Baixa” hoje no Mr. Dam hehehehe.

    Abraço!

  3. Pingback: COPY/PASTE > « @tukanonetto

  4. mais que acessível rafael ,diria que músicos como nosso amigo Pirisca( aliás pouquíssimos né )tem uma empatia ímpar pelo simples fato de jamais esquecerem que são pessoas simples ( nunca confunda com simplórias!)e de alma leve…
    e apenas a título de explicação, qdo eu disse no outro comentário que era um rapaz magrinho “sem perfil” não quis dizer que “nossa ” música tenha ainda hoje, um perfil prédefinido, pelo contrário , me alegro muito em ver que essas barreiras cairam com o passar dos anos e que hj em qualquer lugar do mundo podemos ouvir uma boa música gaúcha e aproveitarmos todos juntos ,seja alguém do campo ou da cidade,de bombacha ou de cola fina,grosso ou magrinho !!!!!

    já diz meu grande amigo e irmão Jader Leal, “chê isso que é globalização ,andar de bombachas e allstar e poder tocar o que nos vai na alma !!!!!!!!

    independente de “tribo” ou estilo ,somos seres humanos e devemos sim reconhecer o que é bom e nos toca a alma,…

    abrassss rafa !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s