Gana Bicioneira

ATENÇÃO !!!

Motoristas, Tropeiros, Motociclistas, Skatistas e Pedestres que estiverem trafegando pela Rota das Missões e avistarem Quatro Elementos de Bice, por favor, ofereçam-lhes um trago, uma bóia, um poso, um abraço, uma caixa de fósforos, um Buenas ou simplesmente peçam para ouvir uma de suas belas e contundentes canções.

Traçamos um Perfil dessa Gurizada Akadêmica que começa a bicicleteada hoje (quinta, 22/jan/15), desde Uruguaiana rumo ao Salto do Yucumã.

o SANCHO

Nome: Gabriel Odonnell Gutierres
Natural de: Uruguaiana/RS – BRASIL
Idade: 25 anos
Profissão: Cozinheiro
Time que torce: atualmente o Time da Alegria
Motivo dessa pedalada: Viajar e conhecer o Salto do Yucumã
Trilha Sonora: o ronco do mate
Recado pra Gurizada: botar em prática tudo aquilo que a gente acha bom e interessante. Algo que possa ser, sim, uma mudança. Não só pra nós mas para todos. Viajar sempre é um aprendizado, uma transformação.

el PATALIN

Nome: Claudio Daniel Ferrero
Natural de: Las Toscas/Santa Fé – ARGENTINA
Idade: 31 años
Profissão: Estudiante de Traballo Social
Time que torce: River Plate
Motivo dessa pedalada: conocer el Salto de Yucuman
Trilha Sonora:Alma não tem Color
Recado pra Gurizada: Que andem en bice y no usem el auto. És mucho mejor para todos. No solo para el que anda.

o GUIGA

Nome: Guilherme Gutierrez Saldanha
Natural de: Uruguaiana/RS – BRASIL
Idade: 26 anos
Profissão: Estudante de História, Licenciatura
Time que torce: Inter
Motivo dessa pedalada: Conhecer o Salto do Yucumã e pedalar com os Irmãos
Trilha Sonora:Trem da Fumaça
Recado pra Gurizada: A partir do momento que estás viajando, estás deixando uma parte de ti num lugar. E isso é transformador sempre. Não é nem física, é da mente! E por fim uma frase do Daniel Queiroz: “As bicicletas não envelhecem”.

o GUGA também conhecido como NANDICO e/ou PRESIDENTE

Nome: Fernando Herley Lacerda Saldanha Filho
Natural de: Uruguaiana/RS – BRASIL
Idade: 31 anos
Profissão: Artista Brasileiro
Time que torce: Colorado
Motivo dessa pedalada: Mergulhar na nossa Terra, uma espécie de autoconhecimento. Além, é claro, de viajar com meu irmão, meu primo e meu novo amigo Claudio. Visitar muitos amigos no caminho e percorrer um pouco da nossa história.
Trilha Sonora:Mocito” (Biratuxo)
Recado pra Gurizada: “A vida é a arte do encontro embora haja tanto desencontro nessa vida” (Vinícius de Moraes).

PARADA OBRIGATÓRIA

Terça-feira, 27 de Janeiro no Armazém do Pepo em São Borja
CLIQUE AQUI E CONFIRME SUA PRESENÇA NO EVENTO

“Pedalar desde Uruguaiana até o Salto do Yucumã cruzando pelas Missões. Eis a jornada que vamos fazer nos próximos dias… Guilherme Gutierrez Saldanha, Fernando Saldanha, Gabriel Gutierres e Claudio Ferrero, quatro hermanos de peito aberto, com suas bikes e um ô de casa na garganta!
E é com muito carinho que a BICICLETEADA MISSIONEIRA vai apear em SÂO BORJA para reunirmos os amigos em uma noite de arte no Armazém Do Pêpo. Levaremos junto o abraço e a força de cada um para seguirmos rumando!”


Bueno, Gurizada…
Vão com Deus e levem o melhor de nós. Estaremos em oração, cada qual com seu ritual, emanando só coisas boas e mandando aquele axé pra que tudo corra bem e que, realmente, haja uma transformação, não só em nós, mas em todo o Planeta.

Adelante minha Akadimia !!!

Hermanito

Rosário do Sul, 12 de Janeiro de 2015.

Nesse final de semana viajamos para interpretar “Retrato em Mi”, uma Milonga com melodia de Renato Fagundes (foto abaixo) e letra de Vaine Darde, premiado como Melhor Compositor da 33ª Gauderiada da Canção Gaúcha.

Empezar o ano cantando e fazendo o que a gente gosta não tem preço.

Isso é um modo de falar. Na verdade tem, sim.
Quando o Músico Gaúcho aceita participar de um Festival Nativista deve estar pronto para arcar com despesas de: Gasolina, pedágios, hospedagem, alimentação, estacionamento, flanelinhas, pilchas, cordas novas, seus vícios e, se der, uma lembrancinha pra Patroa e pras crianças.

Para isso existe a Ajuda de Custo, prevista em Regulamento, que varia entre mil, mil e quinhentos, dois, dois e meio, podendo chegar a quatro mil Reais (como fazem Reponte de São Lourenço e Acampamento de Campo Bom). Esse valor é repassado a cada Composição e dividido, a princípio, igualmente entre os Músicos e Compositores que “defenderão” o trabalho durante o fim de semana.

…abre parenteses
(A princípio dividido igualmente. Porém, existem outras políticas, por exemplo: Aquele compositor que faz a melodia e toca no palco, pega DUAS ajudas. Sério. Há também aquele poeta que fica em casa mas não abre mão da “sua parte” da ajuda. Uma espécie de cachê pela criação, mesmo não precisando viajar. Cada um, cada um.)
fecha parenteses…

Ainda bem que a Gauderiada da Canção Nativa, com seus 33 anos de Tradição e Respeito compreendeu a necessidade de repassar esse valor ao Artista e nos esperou com a Ajuda de Custo em ESPÉCIE. Não só isso, a Gauderiada preparou uma Bóia gaúcha e camping para cada Músico que deixou o aconchego do lar rumo à Rosário do Sul para mostrar seu trabalho, contribuir com o Festival e concorrer aos prêmios.

“Porque se a estrada me cobra pago seu preço”
(fragmento de BATENDO ÁGUA de Gujo Teixeira e Luiz Marenco)

Há um regulamento, que lemos atentamente e confiamos nele. Mas nem sempre é assim. Alguns festivais pagam em CHEQUE. Ou seja, o Artista é obrigado a ter um capital de giro. Já que esse CHEQUE, com sorte, vai cair na conta quarta ou quinta da próxima semana, depois que tudo acabou. Pois o Hotel, o Restaurante, o posto de gasolina, os pedágios e o flanelinha, cobram A VISTA.

Alguns “organizadores” argumentam que o CHEQUE é uma PROVA que aquele dinheiro foi “gasto” com “aquilo”. Putz! Mas o Festival está agendado há um ano. Será que não dá para descontar esse CHEQUE na véspera e esperar o Músico com o valor em ESPÉCIE !?! Além do mais, Músico com dinheiro no bolso tende a deixar essa plata no comércio local. Certo !?! Lembro-me que no tempo do Fio de Bigode tinha uma Agência do Banco na Cidade de Lona. Prova de prestígio, de comprometimento da Comunidade com o Evento. Isso era bonito!

…abre parenteses
(sabes qual a diferença entre Envolvimento e Comprometimento?
No “bife com ovo” a Galinha está envolvida, a Vaca comprometida)

fecha parenteses…

Mas o que eu queria mesmo era homenagear e agradecer esse Jovem Compositor do Velho Oeste que me deu a oportunidade de começar o ano fazendo o que mais gosto.

Muchas Gracias meu Amigo Renato Fagundes !
Sucesso em teu novo CD “Idioma da Alma”

e que tenhamos um 2015 de muito trabalho em parcerias e Amizade.

Isso sim, não tem preço.
Adelante, Hermanito !!!

Amigo e conterrâneo Vaine Darde, gracias pela confiança e companheirismo.
Amigos e Colegas de Estrada, Rosário do Sul e Família Gauderiada,
que Deus continue nos abençoando nessa bonita jornada.

Adelante Rio Grande !!!
GRECCO.

Itaoca

Caiboaté, 09 de Janeiro de 2015.

O amanhecer na “Casa de Pedra” abençoa a 16ª Edição do Festival da Taipa. “Oh, bendita óca, bonita óca, bendita óca, bonita…
Taipa é sentimento eterno no coração e o sonho se eterniza em toda canção.”
(fragmento poético da canção BENDITAOCA, parceria de Nandico, Pedro Rimas, Ramirão, Guiga e este que voz blóga)

A Estância Itaoca pertence a Família do compadre Cabo Déco e fica no Caiboaté, interior de Uruguaiana. E é aqui fora, no Galpão que erguemos juntos, que temos encontro marcado todo começo de ano. Para acampar, compor, cantar e recompor.
Encontro de Arte. Não de Artistas…De Amigos. E ser Amigo é uma Arte.
Conviver 15 anos plantando árvores e colhendo canções…Debaixo da mesma quincha, desdobrando o mesmo tema, comendo a mesma bóia, bebendo o mesmo trago e tragando o mesmo pito. Isso é bonito!

“Una ponchada de Hermanos, todos ellos muy felices. Que cuando empieza el año cierran sus cicatrices” (Zambita Nueva)

Revirando o Baú da Taipa, achei um “bilhetinho” que o Amigo Felisberto Fagundes me alcançou num desses encontros. Emocionado, vou tentar transcrevê-lo: “O que sou e o que pareço”

Ser a mesma coisa que parecemos, ou até mais!!
Coisa de poucos, ou para poucos.
Bonita história, poesia pura, verdadeira.
Carem, Antônia, Pirisca.
Arames Farpados, Coniventes, de Preto, de várias cores.
Rock n’Roll, MPB, MPG, Porteños, Cotonets e Pirisca de novo.
Entaipamos o mundo de Ribas,…, Decos e Ducas.
Enfrentamos temporais em baios novos cavalos.
Manhãs de junho amanhecidas com sede.
Nas barracas colemans nos nossos potreiros vazios.
Achando lindo e dando risada.
Ginetes de estrelas com rimas xucras.
Corações crinudos mas amanunciados.
Amanhecem o ano na Casa de Pedra.
Arranhando melodias e rimas
Fazendo de um sonho verdade no Sul do país.

Um abraço do Beto.

Me senti especial. Gracias Felisba !
Obrigado à todos os Amigos que ajudam a manter essa chama acesa.
Viva a Taipa ! Viva o Rio Grande !! Viva a Amizade !!!

Vai de Bice que tu vai bonito

Bah!
A Gurizada Akadêmica está tramando uma ida ao Salto do Yucumã, maior reserva de Mata Atlântica do RS, maior Salto Longitudinal do Mundo. Considerada uma das mais belas queda d’água das Américas.

Só que de bice !!! Isso não é bunito !?!?
Semana que vem “tão capando o gato” desde Uruguaiana até o Noroeste Gaúcho. Diz que, dali em diante metade da Trupe segue viagem rumo ao desconhecido. De qualquer forma, neste sábado 17 de janeiro, vai rolar um encontro de Arte no Laço do Amor, nosso Salão de Átomos da Akadimia. (Rua Tiradentes 2369, 97501-845 Uruguaiana)

CLIQUE AQUI E CONFIRME SUA PRESENÇA

A idéia é dar um abraço nessa Gurizada desejando-lhes Suerte na pedalada e também, juntar um troco para as intempéries da estrada.


Acima, um retrato da nossa Equipe (da esquerda para a direita):
Hermano Claudio, Sancho, Guiga e Nandico.

Vão com Deus Gurizada !
Levem nosso melhor…Daqui para diante.
Vai de Bice que tu vai bonito !!
Alô mi’Akadimiiiiiiiiiiiiiiiiiia !!!

Tenho que ir embora

Uruguay, 01 de enero de 2015.

Feliz Ano Novo, gauchada amiga…
Ou, Feliz Año, como dizem los hermanos.

Ano novo é um marco em nossas vidas, uma espécie de acerto de contas consigo mesmo. Impossível não compará-lo com o ano passado. Acertos e erros, promessas e mancadas, amigos que foram e que vieram. E que hão de voltar. Enfim, cada réveillon é uma possibilidade real de evoluirmos e eu tô nessa barca. Com a certeza de um 2015 mais leve, mais “profí”, mais “paz e amor”.

Escolhemos, mais uma vez, passar a virada do ano em Playa Serena, que fica na cidade balneária de La Paloma, departamento de ROCHA, região Leste do país vizinho, Uruguay.

Por que?
Bueno, abaixo listamos 5 bons motivos:

1. Distância.
Uruguaiana, onde moramos, faz fronteira com Bella Union, Uruguay.
A distância do Velho Oeste ao litoral Gaúcho é a mesma até as playas uruguayas.
portanto…faça sua escolha: Capão ou Punta !?!

2. Hospitalidade
O uruguaio especializou-se em tratar bem o Turista por dar-se conta que isso traz ganhos ao país. Além do mais, cada turista é um divulgador dos lugares onde esteve.

Se estive um dia em Buenos Aires e fui hostilizado por um nativo, certamente direi que todo argentino é um boludo. Se escutei uma valsa em alguma FM de Paris, direi: “- é só o que toca na europa”. Somos assim. Genéricos, exibidos e exagerados. Enfim, ridículos.

3. Segurança.
Por incrível que pareça, no Uruguay ainda podemos deixar a “bice” no pátio, dormir com a casa aberta, não precisamos trancar o carro para ir ao Super, banhar-se tranquilamente ao mar com a certeza que o celular, o “rayban” e as havaianas estarão na areia ao voltarmos. E isso é o que mais impressiona. Isso é Cultura, é Respeito. Se um dia todas as crianças brasileiras aprenderem a NÃO PEGAR o que NÃO É SEU, logo a frente extinguiremos o roubo em nosso país. Sigamos sonhando…

4. Amizade
Desfrutar da companhia de gente interessante e interessada. Gente da Arte, da Música. Que te escuta e assim, naturalmente, adquire o direito de ser escutado. Gente educada. Que ama e que ensina. Que prefere a “bice” ao coche. Gente que compartilha a bóia, o trago e o fumo.

e por fim,
5. Liberdade.
Cada um come, bebe e fuma o que bem entender…


– e Viva o Uruguay !
Que Deus conserve esse lugar incrível de um povo espetacular !!
Realmente, não dá vontade de vir embora.
Adelante !!!