O CD Zero

Era virada do Século…
Nós éramos amigos. Escrevíamos muito e nos tornamos exímios pescadores de melodias que pairavam pelo ar. A intensidade daquele final dos anos 90 formou uma parceria, um repertório, um desejo de “colocar na mesa” nossas idéias…novas idéias. Por alguns anos encaramos a rigorosidade das Triagens dos Festivais de Música Nativa, produzindo, gravando e inscrevendo sem lograr êxito. Foram muitos NÃOS. Na época não tínhamos o Facebook para xingar os colegas, Jornalistas, culpar o Sistema, enfim, TERCEIRIZAR o nosso fracasso. Só nos restou compilar as “obras” (até porque ninguém compõe uma musiquinha. É OBRA, Gurizin) e disponibilizar aos Amigos em forma de CD. Já que os PC’s e Home Studios chegariam de vez apara facilitar nossas vidas. No “itautec da firma” juntamos 13 músicas que estavam entre MD’s e fitas K7 e que, logicamente, nunca haviam “passado” nos tão sonhados Festivais e reproduzimos 200 peças no Shirmer/Santa Maria. Lançamos numa noite linda em 17 de outubro de 2001 na Portezuelo/Uruguaiana. E assim surgiu aquele que chamamos hoje de CD Zero:

O nome é um verso do “Sumo de Mim” e a capa é a partir de uma foto sacada pelo primo Niko, numa marcação no Adolf Stern. No lombo desse “ex-touro” vem o Cabo Grecco. E o PirisKa com K, na capa, foi antes do eclipse.

Bueno…
Está na rede para download. É nosso.
Clic AQUI e baixe gratis

Abração!
Grecco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s